Home / Destaque / Encantos da Cidade Encantada de São José do Piauí

Encantos da Cidade Encantada de São José do Piauí

Por Brenda de Sousa Rodrigues acadêmica de Jornalismo Faculdade R.SÁ

Fonte Globo Repórter     

Um sertão quase desconhecido e paisagens impressionantes. A 5 km da cidade de São José do Piauí, podemos encontrar uma formação rochosa que é conhecida por suas belezas naturais com o nome Capadócia Nordestina. O que muitos não sabem, é que esse lugar já existe há mais de 380 milhões de anos, pois essas pedras eram cobertas por uou seja, era uma cidade escondida.

Conforme o tempo foi passando e as pedras foram aparecendo, alguns engradeciam tanto esse local que ele passou a ser considerado um santuário, já para outros era a descoberta de um museu a céu aberto, com peças escupidas pelo vento que conseguiam brincar com a imaginação de todos.
Na época da sua descoberta ganhou o nome de Cidade de Pedras ou Três Irmãos, pois ficou conhecida por suas lindas fomações rochosas e estava localizada no povoado denominado como Três Irmãos, com isso os nomes escolhidos faziam divisão entre os dois sentidos. O luga rque tem o tamanho de 2.500 hectares, depois de uma reportagem especial veiculada pelo Globo Repóter, ganhou fama de Capadócia Nordestina, ou simplesmente Capadócia. Se tornou um ponto turístico do interior do Piauí e atração para quem gosta de aventuras.
A Capadócia Nordestina, além de ser conhecida por suas formações rochosas também possui outras belezas, entre elas as pinturas rupestres, lendas que envolvem o local, além do Morro Três Irmãos que contém ao seu redor pequenas valas naturais nas rochas, onde podemos encontrar fósseis, em tempos de chuvas essas valas se enchem, possibilitando aos visitantes o prazer de um dia de sol com direito a banho em suas águas, como se estivessem em uma imensa lagoa.

Fonte Picuki.com  
Fonte PortalR10

No lado da Capadócia Nordestina que pertence ao município de São José moram duas irmãs, conhecidas como Dona Tereza e Dona Maria, que são as cuidadoras do espaço. Sempre que alguém se interessa em visitar o local, é necessário antes de tudo, conversar com as duas, que cobram uma taxa para manutenção do espaço, também possível acessar a Capadócia pelo município de São João da Canabra, sem a cobrança de taxas.

Fonte Portal o Sertão

Apesar de ter ficado famoso depois da veiculação através do Globo Repórter e outros noticiários do Brasil, o local ainda não é explorado por seus habitantes como deveria ser, faltando a construção de um parque ambiental , com guias, informações e acessos que permitam a visitação sem projudicar as características e belezas naturais.
Mesmo ainda não havendo nada concreto, os moradores são joeenses têm uma visão ampla sobre a Capadócia. Cleidiane Almeida, de 38 anos, residente na cidade de São José do Piauí e formada no curso de Jornalismo explica os benefícios que consegue enxergar para o município.

“Sim, consigo imaginar grandes benefícios para a nossa cidade. Ainda na adolescência tive o privilégio de caminhar sobre as terras chamadas de  Três irmãos, agora a tão famosa “Capadócia Nordestina”, ainda guardo registro de momentos agradáveis que passei durante três dias de convivência com a natureza e pessoas tão simples e humildes.Mas agora, depois de tantos anos, com o olhar empreendedor vejo que poderia ser feito o turismo em meio a natureza. O turismo com requisitos de preservação, monitoramento ambiental, educação ambiental, e estimular


“Sim, consigo imaginar grandes benefícios para a nossa cidade. Ainda na adolescência tive o privilégio de caminhar sobre as terras chamadas de Três irmãos, agora a tão famosa “Capadócia Nordestina”, ainda guardo registro de momentos agradáveis que passei durante três dias de convivência com a natureza e pessoas tão simples e humildes.Mas agora, depois de tantos anos, com o olhar empreendedor vejo que poderia ser feito o turismo em meio a natureza. O turismo com requisitos de preservação, monitoramento ambiental, educação ambiental, e estimular
atividades de recreação e lazer em contato com a natureza. E seria uma fonte de economia para o local, como também para o município”.

Tico Almeida, de 53 anos, produtor audiovisual da cidade também vem relatar que:


“Com a chegada do turismo na Capadócia vai abrir muitas vagas de serviços direto ou indiretamente na nossa cidade. A circulação de pessoas que podem vir de fora pra São José vai ser muito grande. Isso faz com que as pessoas conheçam mais nossa cidade”.

Fábio Dias Evangélista, de 51 anos, trabalha na Secretaria de Cultural e diz que:

“Eu acho que pode ajudar e muito, é uma área turística e agora conhecida mundialmente, mais pra isso teremos que treinar algumas pessoas para se aprofundarem mais em conhecimento do local, assim, gerando emprego e atraindo pessoas de vários lugares seria sim um ponto turístico ideal”, diz Fábio.

Além da visibilidade dada pela emissora Rede Globo, a Capadócia foi mais uma vez f escolhida pelo Picos Pro Race, um evento de MTB que reúne ciclistas de vários estados do Brasil e até de outros países, para provas cujos passam por dentro da formação rochosa, se tornando um atrativo para os atletas pela beleza e grau de dificuldade da prova.

Daniel Freitas, organizador do evento explica que:

“O Picos Pro Race surgiu com a intenção de transformar a nossa região em um centro de esportes radicais e assim, através do ciclismo, trazer a atenção para as nossas belezas naturais e a Capadócia sempre me encantou. Desde os meus 12, 13 anos de idade eu pedalo por aquela região, mas o que me fez escolher aquela terra foi ver que ela é tão rica mas ao mesmo tempo tão pouco explorada. Se você for atrás 90% da nossa população não conhece a riqueza daquela terra e sem dúvida, o potencial turístico daquele lugar é imensurável”, explica.

Fontes:
https://www.wefashiontrends.com
http://g1.globo.com
https://ppr.bipp.com.br

Veja Também

Conheça a história do jovem que cultiva uva no sertão do Piauí

Por Iranete Dantas Brasil a produção de vinho tem recebido destaque, a cada ano que ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *